É Bom Saber

Tudo o que você precisa saber sobre infecções urinárias

By fevereiro 27, 2020 No Comments

Rins, ureteres e bexiga; qualquer parte do sistema urinário está suscetível a infecções, levando à dificuldade para urinar.

As infecções urinárias são mais comuns em mulheres e precisam ser sempre acompanhadas de perto por um especialista, já que representam risco de complicações devido a região em que se encontram.

 

Confira as principais perguntas e respostas sobre a doença:

 

1- O que é infecção urinária?

A infecção urinária é uma doença que atinge o sistema urinário, composto por rins, ureteres, bexiga e uretra. Uma vez infectados, um ou mais órgãos desse sistema começam a responder com processo inflamatório, causando dor, ardência e possível sangramento no trato urinário.

 

2- O que causa?

A infecção urinária geralmente é causada pela presença de populações de bactérias – que podem ser provenientes do trato gastrointestinal, por exemplo. Uma vez alojadas no sistema urinário, se o sistema imunológico falhar, elas se multiplicam causando danos aos tecidos e gerando o processo inflamatório. 

 

3- Quais são os principais sintomas?

Os principais sintomas de infecção urinária são ardência forte ao urinar e vontade frequente de ir ao banheiro, urina escura, com presença de sangue e com cheiro forte, dor pélvica, dor no reto e, em casos mais graves, incontinência. A presença desses sintomas exige acompanhamento médico imediato.

 

4- Como é o tratamento?

O diagnóstico da infecção urinária pode ser feito por médico urologista, ginecologista ou clínico geral. Uma vez identificada a doença, o médico pode indicar o tratamento adequado para cada paciente, considerando o grau da infecção e o histórico de tolerância do paciente a antibióticos. É importante evitar fórmulas caseiras, já que podem agredir o sistema urinário, piorando o quadro.

 

5- Como prevenir as infecções urinárias?

Nenhuma dessas práticas é capaz de impedir o surgimento de infecções urinárias, mas podem reduzir drasticamente as chances de desenvolvê-las. Beber muita água, manter a região genital limpa após urinar, sempre urinar após as relações sexuais – realizando higiene com água -, prefira absorventes externos, evite o uso de produtos perfumados na região genital e prefira sempre calcinhas e cuecas de algodão, tecido biocompatível, além de evitar o uso de calças muito apertadas.