É Bom Saber

Saúde Ocular na Infância

By janeiro 21, 2020 No Comments

Mamães e papais, apertem os cintos! Vocês estão prestes a entrar a viagem mais impressionante da vida de vocês. Nada daqui para frente será igual ao que vocês já experimentaram; a vida que está por vir transformará seus dias, mudará suas rotinas e te farão uma pessoa melhor, mais comedida, madura e amorosa. Sim, seu bebê será capaz de mostrar a vocês o que é amor verdadeiro.

Abaixo respondo algumas perguntas e dúvidas que recebo na minha rotina de trabalho. Espero poder ajudar e, caso tenham dúvidas, deixem sua pergunta que tentarei ajudar da melhor forma possível.

1- Por que é tão importante cuidar dos olhos já na primeira infância?

Nossos bebês vêm ao mundo de uma forma ainda imatura, vários órgãos precisam “amadurecer” nos primeiros anos de vida, e o olho é um deles. Nossa retina está recebendo luz pela primeira vez em 9 meses. Vivíamos em um mundo escuro, silencioso e quente e agora estamos do lado de fora, convivendo com barulho, frio e luz, muita luz!

Nesse momento, a retina começa a trabalhar, começa a receber o estímulo necessário para que ela transmita ao cérebro a imagem e que ele comece a entender e associar cada pontinho de informação que recebe.

Os três primeiros anos da vida do bebê significam muito para o amadurecimento da retina; o bebê precisa ter os olhos funcionando muito bem, levando a luz para a retina e formando a imagem com a melhor qualidade possível, somente assim, olho, retina e cérebro entenderão o que recebem e começarão a traduzir isso em uma linda imagem.

Não se preocupem se nos primeiros dias de vida o teu bebê não focaliza nada e na maior parte do tempo tem um olhar “perdido”. Nesse momento ele não é capaz de ver nada, acompanhar nada e nem interagir corretamente, tudo é novidade, ele ainda precisará aprender.

A importância dos exames já no berçário, como o teste do olhinho, aos 6 meses no consultório oftalmológico, é exatamente pelo fato de que, neste momento, precisamos ter certeza de que tudo esteja funcionando perfeitamente para que o desenvolvimento ocorra em sua plenitude.

2- Qual é a importância do Teste do Olhinho?

Vejam como a SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) e o CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia) se posicionam sobre o Teste do Olhinho: “É um exame simples, rápido e indolor, que consiste na identificação de um reflexo vermelho, que aparece quando um feixe de luz ilumina o olho do bebê. O fenômeno é semelhante ao observado nas fotografias.” (…) O “Teste do Olhinho” pode detectar qualquer alteração que cause obstrução no eixo visual, como catarata, glaucoma congênito e outros problemas – cuja identificação precoce pode possibilitar o tratamento no tempo certo e o desenvolvimento normal da visão.”

3- Quais são os principais problemas oculares em crianças?

O Estrabismo, a Ambliopia (vista cansada), o Glaucoma congênito, a Miopia, a Hipermetropia, o Astigmatismo, a Catarata congênita e o Retinoblastoma são alguns dos “problemas” que podem ser diagnosticados em uma consulta com o oftalmologista, já no início da vida do bebê; se corrigidos, possibilitarão um desenvolvimento adequado para a visão do bebê.

4- É mais fácil tratar doenças oftalmológicas em crianças?

A questão não é a facilidade. Ocorre que existem alterações oftalmológicas que precisam ser corrigidas dentro da janela de desenvolvimento do olho da criança, ou seja, até aproximadamente 5 anos. Após esse período é muito difícil que tenhamos alguma resposta satisfatória.

5- Quais sinais são indicativos de doenças oftalmológicas? Alguma sugestão para mães e pais?

Há uma tabela usada para identificar o desenvolvimento da visão na infância. Confira abaixo: