É Bom Saber

8 dicas para evitar problemas intestinais enquanto viaja

By setembro 9, 2019 No Comments

Viajar pode ser algo estressante para seu corpo e mente, contudo, essas dicas podem ajudar você a manter um intestino saudável enquanto viaja. Dores de estômago e problemas de digestão necessitam de bastante atenção, porque podem transformar uma viagem divertida em uma grande dor de cabeça.

Viajar pode ser algo muito imprevisível. Talvez você não tenha sua dieta normal ao alcance, talvez você coma mais em restaurantes e em lugares novos onde comidas que você nunca provou são servidas – Isso inclui comidas processadas como as dos famosos ‘Fast foods’. É normal que, nessas condições, você acabe comendo mais do que o normal e isso pode causar mais “estresse” no seu sistema digestivo. Além disso, viajar de carro, avião ou de outro meio estressa, não só seu sistema digestivo, mas seu corpo todo, diminuindo suas defesas.

Todos esses fatores podem deixar seu corpo mais suscetível a problemas gastrointestinais enquanto viaja. Você pode acabar sofrendo de diarréia, constipação intestinal, azia, náusea, distensão abdominal e gases. Mas ninguém quer perder tempo da viagem lidando com problemas de digestão, então, você pode seguir as seguintes dicar e evitá-los:

1- Não coma demais

Grande parte da diversão de viajar é provar comidas novas em novos restaurantes; entretanto, comer demais pode causar muitos problemas. Pesquisas descobriram que pessoas que comem demasiado têm 10 vezes mais a chance de necessitar atendimento emergencial ligado a complicações gastrointestinais.

2- Coma bastante fibra

Nutricionistas afirmam que, para manter seu movimento intestinal regular, é necessário que você ingira a mesma quantidade de fibras que você ingeriria em casa. As melhores fontes de fibras incluem frutas, vegetais, sementes, nozes, grãos integrais e feijão.

Tente comer só vegetais cozidos e frutas descascadas, isso irá reduzir os riscos de doenças transmitidas por alimentos. A principal razão para a constipação intestinal em viagens é a falta de fibras adequadas.

Diminua o consumo de comidas processadas. Leve lanches saudáveis para comer ou compre eles nos mercados locais. Lembres-se de incluir o máximo de alimentos integrais possíveis, mesmo que você esteja comendo fora.

3- Beba muita água

Beber bastante água e necessário durante uma viagem, já que uma das maiores causas da constipação intestinal é a desidratação.

Entretanto, descubra se a água é própria para consumo, se você não tiver certeza, só beba água engarrafada. Evite também o gelo em lugares nos quais a água não é própria para consumo. Água contaminada pode estressar o intestino.

4- Escolha suas bebidas com cautela

Beber bebidas com muito açúcar, café e álcool pode irritar o sistema gastrointestinal, especialmente em pessoas com o estômago sensível.

Café e álcool podem acelerar a digestão, levando o intestino a ter menos tempo para absorver água, causando diarréia.

5- Faça compras em lojas locais

Uma maneira de dar um descanso ao seu estômago, de toda a comida ingerida por você, é comprar comida fresca de mercados locais e cozinhar no seu hotel ou resort. Essa é uma ótima maneira de aprender outra cultura, guardar dinheiro, e dar uma pausa de jantar fora.

6- Vá ao banheiro

Usar um banheiro público ou em um quarto de hotel dividido pode ser algo muito desconfortável, entretanto, você não pode ignorar a sua vontade de ir ao banheiro.

7- Lave suas mãos constantemente e use álcool gel

Antes de comer, lave suas mãos com água quente ou fria e sabão para evitar doenças. Veja como:

1. Junte suas mãos e aplique sabão fazendo bastante espuma no processo

2. Esfregue suas mãos uma na outra por no mínimo 20 segundos, limpe todas as partes das suas mãos incluindo a parte de trás, entre os dedos e embaixo das unhas

3. Limpe seu pulso

4. Enxágue

5. Seque suas mãos com uma toalha de papel

6. Use a mesma toalha para fechar ou abrir a torneira e a porta do banheiro

8- Leve medicamentos

Leve medicações que já esteja habituado a tomar. Em caso de dúvidas, é necessário consultar seu clínico para melhor orientação.

Não esqueça de levar a receita médica em inglês, com o nome comercial, nome genérico e a quantidade de caixas – inclusive as medicações que não necessitem prescrição controlada – caso contrário, você poderá ter a medicação confiscada na alfândega.

Caso o seu médico indique um antibiótico, não faça uso antes de consultar o profissional local, ou você estará se automedicando.

FONTE: HealthLine